Projecao Astral - Espiritualidade - Consciencia

Blog

Os Tres Reis Magos - A Seca no Pais do Rei Gaspar

Publicada el 23 Ee noviembre Ee 2011 a las 19:55

CRÔNICAS ANGELICAIS

Por Ana Zélia



Os Três Reis Magos 

A Seca no País do Rei Gaspar


 

Vivia na África um rei negro chamado Gaspar. O sol queimava sua terra e muitas vezes passavam-se meses sem que uma única gota de chuva caísse do céu, e óbvio, nas regiões mais áridas não era possível nenhum tipo de vida, mas havia um rio que foi dividido em canais e que alimentava o povo e as colheitas. Ali cresciam frutas saborosas: tâmaras, bananas, laranjas, figos. O rio nascia nas montanhas e passava bem no centro do país do rei Gaspar; o povo negro se instalara nas margens e aproveitava suas águas para irrigar as plantações. Ali as frutas eram suculentas e o pasto para o gado estava sempre verdinho. Desde os tempos antigos, tinham o costume de, na época da lua cheia, abençoar a água do rio e dar graças pelas dádivas que cresciam do solo úmido.


Mas as secas começaram a piorar, ano a ano. Os antigos diziam que os deuses não ouviam mais as preces do povo. Então veio a pior de todas as secas. Tudo secou. Os animais morriam, as árvores ressecaram e doenças e febres matavam milhares de pessoas. Um único lugar ainda tinha água: o chafariz do rei Gaspar, que abriu seus portões ao povo, deixando que aliviassem sua sede no poço especialmente profundo. Mas ele estava desesperado. Sabia que ali a água também iria acabar. E finalmente numa noite seus servos trouxeram a mensagem de que o poço estava com a água chegando ao fim.


Naquela noite ele não conseguiu dormir, mas de madrugada, cansado, teve o seguinte sonho: ele ia ao poço ver a situação da água e se debruçava perigosamente, caindo lá dentro. Na queda ele se agarrava ao único pé de mirra que havia em todo o reino, que nascia exatamente dentro do poço, devido à umidade. Ao agarrar-se, via água brotar do poço e uma estrela com uma criança, adormecida. Pela primeira vez, desde o inicio da seca, acordou com alegria no coração. Naquele dia levou seu povo ao pé da montanha e orou com muita força. Nuvens se formaram e sobreveio uma grande chuva. Em meio à chuva, era visível uma imensa estrela, no topo da montanha, semelhante à que Gaspar vira no seu sonho. No dia seguinte, todos ficaram atarefados, reconstruindo o país, levando de beber aos doentes, ajudando os agonizantes.


Gaspar pegou entre seus tesouros um lindo bauzinho e foi até ao pé de mirra, último arbusto vivo dentro do poço e arrancou alguns galhos da resina aromática. Avisou aos ministros que ficaria um tempo afastado, empreendendo uma longa viagem e preparando seu melhor camelo, partiu do castelo. Seu coração estava feliz e ele indagava maravilhado, para onde a estrela o conduziria...


Incrível não é? As notícias que temos atualmente da África não são muito diferentes, outra “coincidência”? Mais um bom motivo para entrarmos dentro de nós mesmos e analisarmos se estamos no caminho certo, se nossa Fé realmente é grande e principalmente, se temos CRISTO no nosso coração, pois se nossas coisas não estão lá aquele primor, com certeza é porque nos afastamos DELE.


===============================================================

Ana Zélia Costa de Abreu Gagliardi

Drenagem linfática manual e/ou com pedras quentes - Cristaloterapeuta – Cromoterapeuta – Harmonizadora ambiental – Taróloga. Estudiosa de metafísica, neurolinguística e fitoterapia.

Fones: (13) 3495-7027 / (11) 7188-6591

Email: azanjos@hotmail.com / Blog: www.azanjos.blogspot.com

Categorías: Crônicas

Publicar un comentario

Uy!

Uy, se olvidó de algo.

Uy!

Las palabras que ha ingresado no coinciden con el texto dado. Por favor, inténtelo de nuevo.

1 comentario

Responder malu117
14:25 Eel 16 Ee noviembre Ee 2012 
gostei