Projecao Astral - Espiritualidade - Consciencia

Blog

A Reencarnação e a Verdade

Publicada el 26 Ee mayo Ee 2010 a las 9:40



A Reencarnação e a Verdade

 

"Se somássemos a quantidadede leite materno que um espírito já experimentou em todas as suas vidas, teríamos uma quantidade maior de leite do que toda a água de todos os oceanos." – O Buddha.

 

"Tudo muda,

Tudo aparece e desaparece

Só se encontra a perfeita tranqüilidade

Quando se transcende a Vida e a Morte."

 

O Cosmo é impermanente, assim como todos os ciclos em todos os sistemas. Nascimento, crescimento e morte, para que em um dado momento tudo recomece.

A existência seja no macrocosmo ou no microcosmo, é feita de ciclos, um deles é a Reencarnação.


Reencarnar é prosseguir  viagem, reencarnar é dizer “eu quero evoluir”. Mas, por quê então a reencarnação?

Dizem ser esse fenômeno mais um dos infindáveis Mistérios da Criação, talvez por ser algo tão remoto no tempo e no espaço que se torna de fato um mistério, ou talvez por ser um princípio de evolução e sendo assim, como tudo no Cosmo, uma obra complexa de Deus em busca de algo que é reservado a todos que saibam como buscar, a Verdade.

Todos aqueles que vivem as incontáveis contas da Roda do Dharma passam por essa transitoriedade em busca da Verdade.


A Verdade do Universo é imensamente profunda e ao mesmo tempo gloriosa, infelizmente, os homens vivem milhares de milhões de Vidas e nunca encontram essa Verdade. Não por ser difícil de enxergá-la, mas por os homens buscarem essa Verdade no mundo externo, no mundo ilusório, ao passo que essa Verdade encontra-se adormecida no mais intimo de cada um, no intimo de sua Centelha Divina.


A busca da Verdade se dá no conhecimento e na Sabedoria. Assim como a pequena flor que sobrevive os ciclos das estações, cresce, floresce, expele seu pólen e morre; indo então renascer em um novo ciclo tão bela como antes, o Homem ao nascer, crescer, viver e morrer, está nada mais que expelindo suas sementes para seu próximo renascimento. É a jóia bruta que no ardor da jornada é lapidada pela compreensão e sabedoria, tornando-se aos poucos a reluzente jóia outrora disforme.


Reencarnação é sofrimento? Não. Tolo aquele que dizer que a vida é meramente sofrimento, pois estará caindo no equívoco da ignorância em colocar a culpa de sua condição em algo tão sublime como a Vida. O Buddha disse que a vida era Dukkha, essa palavra ao longo do tempo foi traduzida como “sofrimento”. No entanto a palavra tomou uma conotação diversa da que o Buddha quis dizer em sua época, pois naquele tempo a raiz da palavra Duk significava “eixo”.


A palavra dukkha significava o eixo que está fora do prumo, que está fora de alinhamento. Imaginem o sofrimento de uma pessoa sentada nessa carroça (forma de transporte mais complexo da época), a força que os búfalos devem fazer e, ao invés da carroça seguir suavemente, ela está fora do eixo, desalinhada. Então, Buddha fala sobre a vida - a vida de todos nós -usando o exemplo da carroça que tem seu eixo fora de alinhamento. Ele diz que nossas vidas estão fora de equilíbrio. E é esse desequilíbrio que leva ao sofrimento.


Reencarnar não é sofrer, é prosseguir. Tudo é fruto da Lei da Causa e Efeito, cada um é responsável por obter o quinhão daquilo que promoveu, isto é, cada um recebe os frutos de sua própria colheita. Perpetuar na Roda do Renascimento é uma tarefa única e exclusivamente pessoal. Não há obrigatoriedade, não há regra, não há Lei que determina “haverá, pois, de encarnar e seguir”. Tudo é fruto da Lei da Causalidade e Sincronia; faça e receberá; plante e colherá.


Compreensão é a chave de uma jornada no prumo correto. Não adianta viver, tem de realmente “saber viver”. Quantos estão vivos, mas que na verdade estão mortos? Quantos estão mortos, mas que respiram a chance da Vida? Mistério, complexidade? Eu diria Progressividade.


A Verdade é que tudo tem rumo à ela própria, descobrir qual é? Primeiro façamos o essencial e básico de qualquer jornada a seguirmos. Sejamos Vivos e Estejamos Vivos.

 

 

   Por Pacem

Categorías: Reflexões, Terapia de Vidas Passadas

Publicar un comentario

Uy!

Uy, se olvidó de algo.

Uy!

Las palabras que ha ingresado no coinciden con el texto dado. Por favor, inténtelo de nuevo.

7 comentarios

Responder Paulo Vitor Barroso
22:10 Eel 14 Ee noviembre Ee 2014 
lindo meu amor
Responder Luiz
18:37 Eel 30 Ee mayo Ee 2010 
Não da pra falar nada de diferente do povo. Seu texto é simplesmente lindo!!

Ótimo texto!![2]
Responder Thiaguinho
10:09 Eel 28 Ee mayo Ee 2010 
Muito bom o texto brigado por ter trazido para nos
abraços e paz e luz =D
Responder Marco
10:12 Eel 27 Ee mayo Ee 2010 
AUHuhAUH, eu tinha pensado nessa mesma canção nando, do titãs rsrs.
Parabéns Pacem, ta ótimo o texto aprendi bastante eu as vezes dúvidava se reencarnação era para sofrer ou para prosseguir com uma nova oportunidade, mas vejo que o sofrimento é apenas consequencia de atitudes desencadeadas de outras vidas.
Responder Mércia (Verde)
23:14 Eel 26 Ee mayo Ee 2010 
Muito bom o texto. As vezes eu me pego pensando que encarnar é sofrimento, mas sei que é coisa momentânea.
Estamos aqui pra aprender, evoluir.
Ótimo texto!!!!
Responder ★ Propietario
19:43 Eel 26 Ee mayo Ee 2010 
Ótimo texto!!

Como diz aquela antiga canção: " É Preciso Saber Viver ".
Você está nos ensinando, podemos refletir sobre isso e procurar respostas não aqui, nem ali, mas dentro de "nós mesmos".

Valew
Responder Elize
18:34 Eel 26 Ee mayo Ee 2010 
Magníco adorei seu artigo Pacen ficou muito bom e completo..
Parabéns