Projecao Astral - Espiritualidade - Consciencia

Blog

Aula 18 - Mensageiros do Amanhecer - Ensinamentos das Pleiades - com Ibiatan Upadian

Publicada el 18 Ee agosto Ee 2012 a las 17:10

AULA Nº 18:

OUÇA ONLINE ABAIXO A GRAVAÇÃO DESTA AULA 


CAPÍTULO VIII

 Fora da tirania suprema

(2ª Parte)

 

A tecnologia moderna é uma das maiores armas do controle da freqüência. Foram vendidos a vocês equipamentos para diversão e conforto, e todos eles estão ligados ao controle da freqüência. Recomendamos veementemente que se desfaçam de suas televisões. Elas constituem o primeiro instrumen­to usado para manipular a consciência numa base diária. Trata-se de uma experiência em que a televisão, através de sintonia fina, provoca respostas subliminares em vocês, causando doenças. Existe, portanto uma geração inteira que está se matando por assistir televisão - e sustentando os médicos.


Ocasionalmente, uma ou outra informação liberadora é difundida - talvez até um show de música New Age. Contu­do, enquanto assistem ao show que mostra o quanto podem ser elevados e ilimitados, subliminarmente estão sendo bom­bardeados com uma freqüência que os impede de receber o pensamento original. Esta mensagem subliminar os mantém imobilizados numa sociedade cheia de exigências "sobreviva, chegue, seja pontual, seja silencioso, vá trabalhar". A televisão também propicia a inatividade, a passividade, uma vida sedentária obesa. Observem ao vosso redor. Humanos, acordem!


A maioria das mensagens subliminares difundidas pela televisão foi criada através de uma tecnologia desenvolvida em conjunto com seres extraterrestres. O uso de mensagens subliminares para desestabilizar a consciência humana tornou-­se um programa de âmbito mundial. Se vocês notarem que há casas com dois, três ou quatro aparelhos de televisão, hão de convir que se trata de um programa de marketing muito bem sucedido. Algumas pessoas, que têm consciência dos efeitos subliminares da televisão, acham que estão imunes a eles. No entanto, os efeitos da televisão são tão penetrantes que elas acabam perdendo o controle do quanto a tecnologia interfere em sua freqüência vibracional. Nós já contamos sobre a existência de entidades que se alimentam dos vossos corpos emocionais. Imaginem só que instrumento maravilhoso é a televisão para elas! No mundo inteiro, bilhões de humanos jorram sucos emocionais na at­mosfera em conseqüência daquilo a que estão assistindo na tela. Elas não precisam mais provocar tantas guerras para emocionar vocês podem, simplesmente,  fazer filmes! ­ As pessoas que precisam ver televisão estão perdendo a riqueza de informações facilmente acessíveis que há dentro de suas mentes ou ao seu redor. Na verdade, quem quiser re­almente evoluir, não precisa ler jornais, ouvir rádio, ou assistir à televisão. Se forem capazes de permanecer livres da mídia por alguns períodos e se desligarem da freqüência de caos, ansiedade, stress, corre-corre e tentações de todas as espécies desnecessárias, vocês começarão a limpar-se, a escutar o que há dentro de vocês, a viver no mundo e não a perder-se nele. Tornar-se-ão limpos, claros.


Os jogos eletrônicos também congestionam a vossa freqüência. Mesmo quando não são projetados especificamente para congestioná-la, às vezes há uma incompatibilidade entre a freqüência dos joguinhos eletrônicos e a de vocês. Além disso, muitos deles são projetados para criar estática, mantendo-os constantemente numa determinada vibração que os transfor­ma num rebanho produtivo, seguro, inofensivo e inativo.


E os computadores? Depois da televisão, os computa­dores são os aparelhos eletrônicos mais usados nos Estados Unidos. Quantos de vocês vão trabalhar em computação e terminam com dor de cabeça, principalmente se trabalham para grandes corporações que os capturam em suas redes. Grandes empresas trabalham com o controle da mente; elas usam as vossas mentes para gerar energia em proveito delas. Já os PC, computadores caseiros, não são tão potentes nem tão poderosos.


Muitas invenções novas surgirão nos anos 90 - inven­ções clandestinas, pois jamais serão patenteadas e anunciadas no mercado. Haverá uma economia alternativa baseada na tro­ca, em que determinadas invenções serão comercializadas en­tre pessoas, sem intermediários. Haverá tecnologias que conseguirão neutralizar grande parte do controle da freqüência: estas tecnologias podem mudar a qualidade do ar, da água e até eliminar interferências e selar vossas casas, per­mitindo que a vossa energia permaneça integral e nada possa bombardeá-los. Existem tecnologias que fazem coisas fenome­nais. Imaginam por ventura o quanto a tecnologia tem sido usada contra vocês? Ela nunca foi usada para vocês. A televi­são em si não é má, mas foi empregada com um propósito maléfico. Não há nada de errado com a tecnologia. A maneira pela qual a tecnologia tem sido usada é que é incorreta. Aí está a diferença.


O sistema educacional é outra área de controle. A maior parte do que lhes ensinam é bobagem. Vocês trabalham duro, fazem empréstimos e pagam caro para aprender algo que já está ultrapassado antes mesmo de deixarem a sala de aula, principalmente no campo da ciência, da matemática, da psico­logia e da medicina.


O que fazer quando se vive numa sociedade que recom­pensa por graus? Comecem a dizer: "Eu acredito que meu mundo é formulado por mim. Eu acredito que não preciso destes diplomas para definir a minha existência. Eu posso ser único e soberano para mim." Precisa surgir um método ou uma forma de explorar o mundo sem graduações. A educação, na verdade, é a procura do conhecimento e o conhecimento pode vir de uma caminhada pelo deserto. Não é necessário que ve­nha de folhear um livro. Estudar não faz mal a ninguém, mas não acreditem que tudo o que ensinaram a vocês é correto.


Vocês são controlados e separados por assuntos que atin­gem o âmago das vossas emoções. Muitas vezes tem-se a im­pressão de que vítimas inocentes são massacradas por eventos que aparentemente nada têm a ver com elas. Ê claro que isso foi o que lhes ensinaram - que vocês não têm poder algum e contam apenas com a boa vontade dos deuses, o que absoluta­mente não é o caso. Aqueles que perderam suas vidas em acidentes ou de formas violentas escolheram isso.


A questão do aborto/ pró vida foi intencionalmente de­senvolvida nos Estados Unidos por diferentes facções dentro do governo para criar desarmonia. Divida, conquiste e possuirá o povo. Conceda ao povo escolha, liberdade e a capacidade de continuamente melhorar sua vida e você não os possuirá. Sempre que houver oposição entre pessoas, quem estiver controlando se beneficia, mesmo na questão do aborto.


Como eles se beneficiam? Impedindo, nos Estados Uni­dos, a união entre as mulheres, e entre os homens também. Mantendo as pessoas com medo. Trazendo continuamente à tona a questão de que a mulher não tem controle sobre o pro­cesso de nascimento em seu corpo. Vocês não precisam de aborto: não precisam sequer engravidar, se não o desejarem. Como? Pela vontade. Uma mulher pode dizer a si mesma: "Não estou preparada para ter um filho agora." Ou, no caso oposto: "Estou receptiva para ter um filho." Quando você se possui a si mesmo, não precisa da permissão do governo para usar o seu corpo.


A violência nas ruas das grandes cidades é outra forma sutil de controle. As grandes cidades dos Estados Unidos, ­Los Angeles, Nova York, Washington, etc., são como baldes de energia, ou buracos, por onde a energia entra no continente Norte Americano - ou entrou, até agora. Tem havido um au­mento de violência nestas cidades, pois é sabido que, se a in­quietação for mantida fermentando e sempre noticiada, pode ser um excelente veículo de manipulação da nação inteira. Es­tes eventos são desencadeados intencionalmente no nível físi­co e assistidos no nível etérico porque quanto mais medo for gerado mais alimento para os controladores.


Se é difundida a notícia de uma mulher que sai para pas­sear com a família e é assaltada e seu filho mais jovem, aparen­temente uma vítima inocente, luta com os bandidos, é esfaqueado e morre de forma totalmente inesperada no meio de seu passeio, o medo difundido nas multidões alimenta muitos seres. O medo que a guerra do Oriente Médio desenca­deou foi fenomenal.


A vossa força vital foi raptada. Se existe algo que vocês, como membros da espécie humana, têm em comum é que, fo­ram roubados em suas emoções. Houve seres que as tocaram como se fossem instrumentos e nunca os deixaram conhecer o poder que elas contêm.


A história sempre acaba voltando às emoções. Emoções são como ingressos que permitem a entrada e vos ligam. Vocês são incrivelmente ricos. Se ao menos percebessem a riqueza que possuem com as suas emoções... Os seres de vibrações mais baixas, tomemos a liberdade de chamá-los assim, não pos­suem emoções e vivem numa oscilação de freqüência muito pequena - emoções baseadas no medo, no caos e na violência.


A capacidade de usar a vontade humana sobre a mente humana é o vosso recurso supremo. A capacidade de gover­nar o corpo de acordo com a vontade é exatamente o que os seres que controlam o planeta não querem que vocês descubram. Quanto mais vocês se tornarem soberanos e responsá­veis por vossa própria freqüência, maior será a interferência daqueles que não querem a nova freqüência aqui; eles trarão a freqüência oposta para criar confusão, caos, polaridade. Sem­pre que uma sociedade está prestes a dar um grande salto, ou mudar radicalmente, ocorrem atividades diametralmente opostas.


Procurem sempre observar um assunto pela perspectiva do quadro global, da forma mais neutra possível, porque o quadro vai-se tornando cada vez maior. O planeta encaminha para um grande confronto com certas entidades.  Estamos apenas alertando-os, não estamos aqui para causar medo. Medo é o que o outro time quer que vocês sintam. Queremos que compreendam que vocês podem mudar tudo o que desejarem. Isto será um jogo de números no futuro, porque trabalharão juntos para atingir um lugar de muito poder.


Estamos pedindo aos humanos que cheguem ao seu fun­cionamento pleno como membros da Família da Luz, imagi­nando e energizando um pilar de luz e puxando-o para dentro de seus corpos. Comandem isto. Façam com que vossas inten­ções todos os dias sejam operar com um cordão de luz, pois a freqüência da luz liga vocês, além de os protegerem e informar. Sintam a luz dirigindo-se para a base da vossa coluna, descen­do pelo vosso corpo, entrando na Terra, bem como saindo do plexo solar como uma fonte irradiante formando um escudo de luz dourada à vossa volta. Quando usarem a região do plexo solar para definir o que está acontecendo, aprendem a discernir através do sentimento.


Os proprietários da Terra não querem que os humanos descubram que seus sentimentos e emoções são como uma plantação, como o trigo, por exemplo, que pode ser colhido. Se forem responsáveis pela vossa colheita, ninguém poderá aproveitar-se de vocês, nem usá-los, a não ser com o vosso con­sentimento. Quando operam numa determinada freqüência, aqueles que desejam controlá-los perdem o interesse em vocês. Eles querem a freqüência do caos e do medo que os alimenta. O medo e o caos predominaram neste planeta porque estas entidades os cultivaram. Elas dividiram e conquistaram todas as regiões para criar esta freqüência. Quando começarem a operar em paz, com amor e informação, irão alterar a estrutura deste lugar drasticamente pois trarão a escolha da freqüência de volta a este planeta.



RESUMO:

A tecnologia moderna é uma das maiores armas do controle da freqüência. Foram vendidos a vocês equipamentos para diversão e conforto, e todos eles estão ligados ao controle da freqüência. Recomendamos veementemente que se desfaçam de suas televisões. Elas constituem o primeiro instrumen­to usado para manipular a consciência numa base diária.


Contu­do, enquanto assistem ao show que mostra o quanto podem ser elevados e ilimitados, subliminarmente estão sendo bom­bardeados com uma freqüência que os impede de receber o pensamento original. Esta mensagem subliminar os mantém imobilizados numa sociedade cheia de exigências "sobreviva, chegue, seja pontual, seja silencioso, vá trabalhar". A televisão também propicia a inatividade, a passividade, uma vida sedentária obesa. Observem ao vosso redor. Humanos, acordem!


O uso de mensagens subliminares para desestabilizar a consciência humana tornou-­se um programa de âmbito mundial. Se vocês notarem que há casas com dois, três ou quatro aparelhos de televisão, hão de convir que se trata de um programa de marketing muito bem sucedido.. Nós já contamos sobre a existência de entidades que se alimentam dos vossos corpos emocionais. Imaginem só que instrumento maravilhoso é a televisão para elas! No mundo inteiro, bilhões de humanos jorram sucos emocionais na at­mosfera em conseqüência daquilo a que estão assistindo na tela.. Se forem capazes de permanecer livres da mídia por alguns períodos e se desligarem da freqüência de caos, ansiedade, stress, corre-corre e tentações de todas as espécies desnecessárias, vocês começarão a limpar-se, a escutar o que há dentro de vocês, a viver no mundo e não a perder-se nele. Tornar-se-ão limpos, claros.


Os jogos eletrônicos também congestionam a vossa freqüência. Mesmo quando não são projetados especificamente para congestioná-la, às vezes há uma incompatibilidade entre a freqüência dos joguinhos eletrônicos e a de vocês


Muitas invenções novas surgirão nos anos 90 - inven­ções clandestinas, pois jamais serão patenteadas e anunciadas no mercado. Haverá uma economia alternativa baseada na tro­ca, em que determinadas invenções serão comercializadas en­tre pessoas, sem intermediários. Haverá tecnologias que conseguirão neutralizar grande parte do controle da freqüência: estas tecnologias podem mudar a qualidade do ar, da água e até eliminar interferências e selar vossas casas, per­mitindo que a vossa energia permaneça integral e nada possa bombardeá-los O sistema educacional é outra área de controle. A maior parte do que lhes ensinam é bobagem. Vocês trabalham duro, fazem empréstimos e pagam caro para aprender algo que já está ultrapassado antes mesmo de deixarem a sala de aula, principalmente no campo da ciência, da matemática, da psico­logia e da medicina.


O que fazer quando se vive numa sociedade que recom­pensa por graus? Comecem a dizer: "Eu acredito que meu mundo é formulado por mim. Eu acredito que não preciso destes diplomas para definir a minha existência. Eu posso ser único e soberano para mim." Precisa surgir um método ou uma forma de explorar o mundo sem graduações. A educação, na verdade, é a procura do conhecimento e o conhecimento pode vir de uma caminhada pelo deserto.Vocês são controlados e separados por assuntos que atin­gem o âmago das vossas emoções. Muitas vezes tem-se a im­pressão de que vítimas inocentes são massacradas por eventos que aparentemente nada têm a ver com elas. Ê claro que isso foi o que lhes ensinaram - que vocês não têm poder algum e contam apenas com a boa vontade dos deuses, o que absoluta­mente não é o caso. Aqueles que perderam suas vidas em acidentes ou de formas violentas escolheram isso.


A questão do aborto/ pró vida foi intencionalmente de­senvolvida nos Estados Unidos por diferentes facções dentro do governo para criar desarmonia Sempre que houver oposição entre pessoas, quem estiver controlando se beneficia, mesmo na questão do aborto.. Divida, conquiste e possuirá o povo. A violência nas ruas das grandes cidades é outra forma sutil de controle. Tem havido um au­mento de violência nestas cidades, pois é sabido que, se a in­quietação for mantida fermentando e sempre noticiada, pode ser um excelente veículo de manipulação da nação inteira. Es­tes eventos são desencadeados intencionalmente no nível físi­co e assistidos no nível etérico porque quanto mais medo for gerado mais alimento para os controladores. A vossa força vital foi raptada. Se existe algo que vocês, como membros da espécie humana, têm em comum é que, fo­ram roubados em suas emoções.


Emoções são como ingressos que permitem a entrada e vos ligam. Vocês são incrivelmente ricos. Se ao menos percebessem a riqueza que possuem com as suas emoções... Os seres de vibrações mais baixas, tomemos a liberdade de chamá-los assim, não pos­suem emoções e vivem numa oscilação de freqüência muito pequena - emoções baseadas no medo, no caos e na violência.


A capacidade de usar a vontade humana sobre a mente humana é o vosso recurso supremo. Quanto mais vocês se tornarem soberanos e responsá­veis por vossa própria freqüência, maior será a interferência daqueles que não querem a nova freqüência aqui; eles trarão a freqüência oposta para criar confusão, caos, polaridade.


Queremos que compreendam que vocês podem mudar tudo o que desejarem. Isto será um jogo de números no futuro, porque trabalharão juntos para atingir um lugar de muito poder.


Comandem isto. Façam com que vossas inten­ções todos os dias sejam operar com um cordão de luz, pois a freqüência da luz liga vocês, além de os protegerem e informar. Sintam a luz dirigindo-se para a base da vossa coluna, descen­do pelo vosso corpo, entrando na Terra, bem como saindo do plexo solar como uma fonte irradiante formando um escudo de luz dourada à vossa volta. Os proprietários da Terra não querem que os humanos descubram que seus sentimentos e emoções são como uma plantação, como o trigo, por exemplo, que pode ser colhido. Se forem responsáveis pela vossa colheita, ninguém poderá aproveitar-se de vocês, nem usá-los, a não ser com o vosso con­sentimento. Quando começarem a operar em paz, com amor e informação, irão alterar a estrutura deste lugar drasticamente pois trarão a escolha da freqüência de volta a este planeta.

 

 

PERGUNTAS DESTINADAS A FACILITAR A COMPREENSÃO DO TEXTO E PROMOVER O DEBATE:

1 - Como é realizado o controle de frequencia pela tecnologia moderna?

2 - Quais os instrumentos utilizados para controle da frequencia?

3 - O que é mensagem subliminar e como funciona?

4 - Qual o objetivo da mídia ao noticiar atos violentos ?

5 - O que podemos fazer para mudar  a situação citada no texto?

6 - De que se alimentam os nossos controladores?

7 - O que são emoções e para que servem?

8 - Como o sistema educacional nos controla?

9 - Por que algumas invenções surgidas na decada de 90 não foram patenteadas?

Categorías: Grupo de Estudos Mensageiros do Amanhecer

Publicar un comentario

Uy!

Uy, se olvidó de algo.

Uy!

Las palabras que ha ingresado no coinciden con el texto dado. Por favor, inténtelo de nuevo.

0 comentarios