Projecao Astral - Espiritualidade - Consciencia

Blog

Aula 14 - Mensageiros do Amanhecer - Ensinamentos das Pleiades - com Ibiatan Upadian

Publicada el 18 Ee agosto Ee 2012 a las 16:00

AULA Nº 14:

OUÇA ONLINE ABAIXO A GRAVAÇÃO DESTA AULA 


CAPÍTULO VII

 A Fusão Multidimensional

(1ª Parte)

 

É um privilégio participar do evento da vida. O simples fato de existirem fisicamente os contempla com experiências e características que não poderiam receber de nenhuma outra forma. Fazer parte da fisicalidade na Terra nesta época parti­cular, e durante os últimos 200.000 a 300.000 anos, não deixa de ser um acontecimento realmente importante porque signi­fica terem vindo para um lugar onde reinavam as trevas. Tive­ram que lutar para manter os olhos abertos para toda e qualquer oportunidade de reconhecer a alegria e a elevação. Se voltarem na história moderna, irão verificar que raramente as pessoas puderam ter vidas edificantes. É por isso que vocês precisam fazer brotar do vosso interior a elevação, e se con­vencer de que 'podem fazê-lo.


A natureza da existência na Terra tem sido uma luta en­tre a luz e as trevas há muitos eons. Algumas pessoas chamam de batalha entre o bem e o mal, ou entre a elevação e a malda­de. Nós apenas afirmamos que se trata de um acontecimento num lugar onde existem certas leis e regras, e que a Terra cer­tamente não é o único local que se depara com essa espécie de desafio.


Vocês são especiais, pois a estrutura biogenética em que operam possui uma capacidade imensamente maior do que jamais sonharam. É muito interessante observar o vosso desempenho nessas lutas, porque vocês foram convencidos de que apenas podiam utilizar uma pequena porcentagem do vosso potencial. Na realidade, vocês são grandes criaturas, criadas à imagem e semelhança dos deuses. Mesmo dotados com um potencial incrível, foram controlados a ponto de ne­garem a existência deste potencial. A maioria das pessoas usa de 3 a 4% de sua capacidade. Os mais avançados chegam a usar de 12 a 15%. Como é que ficam as maiorias das pessoas? Onde estão os outros 80 ou 90%? O que fazem estes 90% da capacidade? Estes 90% estão despertando agora, e os olhos da antiguidade vão começar a se lembrar e a enxergar o que o Eu é capaz de ser. Quando os olhos da antiguidade estiverem aber­tos e reconhecerem o vosso verdadeiro potencial, vão parar de brigar consigo mesmos. Vão parar de brigar pelas limitações e ultrapassar o que insistiam em usar e os puxava para trás.


No antigo Egito eram necessárias muitas vidas para que um sacerdote iniciado abrisse completamente seus olhos para outras realidades. Eles eram treinados para reencarnar em de­terminadas famílias e lembrar-se de quem eram. Mães e pais sabiam quem seriam seus filhos porque lhes era revelado em sonho. Sabiam quem viria para seus corpos antes mesmo da concepção. Os olhos estavam muito mais abertos naquela épo­ca e eles podiam enxergar várias realidades diferentes. Eram chamados os olhos de Hórus porque viam muitos mundos di­ferentes - o mundo da vigília, o mundo do sono, o mundo dos mortos, o mundo dos sonhos.


Vocês que desejam abrir os olhos da antiguidade, que são mestres vigilantes, já passaram por treinamentos em mui­tas outras vidas. Agora chegou a vossa vez de integrar estes treinamentos num corpo e sistema que nada tem a ver com a vida templária - algo que não está esperando para lhes ofere­cer um lugar para as vossas habilidades. Vocês são renegados, por isso a vossa sociedade não está esperando que desenvol­vam os vossos dons, como no antigo Egito. Não há espaço para os vossos talentos dentro da sociedade oficial. Ainda não es­tão vivendo como deveriam. Enquanto isso, seguirão o ritmo que o corpo, a alma e a mente julgarem apropriado para o uso dos vossos talentos.


Não se martirizem por não estarem acelerando no ritmo que o vosso ego considera adequado. O ego tem olhos que vêem uma parte de vocês. A alma, ou os olhos de Hórus que olham através de vocês, tem uma visão completamente dife­rente em relação ao que é apropriado. Conhecendo as vossas necessidades, a vossa constituição, o vosso projeto, poderão operar num ritmo que irá mantê-los intactos. Os hospícios es­tão cheios de pessoas que abriram os olhos da antiguidade e o que viram não fez sentido para elas, não conseguiram enten­der; não conseguiram encontrar a sua estação. Sem um local onde ligar suas tomadas, o delicado equilíbrio do sistema ner­voso é afetado.


Vocês estão desenvolvendo o vosso sistema nervoso muito depressa e há maneiras de perceber isso. De vez em quando, conseguem pegar as pulsações que os tiram da conhe­cida realidade física - saem da freqüência da identidade tri­dimensional. Então, são capazes de mudar para outra vibração e ver, sentir e perceber que algo fora do comum - extraordiná­rio - está ocorrendo. Normalmente neste ponto vem a negação de tudo, porque a mente lógica não consegue explicar o que está acontecendo, nem controlar a situação; então vocês ne­gam a experiência ou bloqueiam a memória.


O ideal seria acreditarem na intuição - se vocês acredi­tam no que sentem, mesmo que pela lógica não faça sentido, podem atuar confiantes. A impaciência é uma armadilha para muitas pessoas. Não menosprezem as virtudes da tartaruga que se movimenta muito lentamente, pára, entra e contempla, está perto do chão - e enxerga muito bem.


Quando quiserem uma aceleração na abertura dos vos­sos olhos da antiguidade, afirmem a vossa intenção. Pensem.


O pensamento cria. Se o vosso pensamento for o desejo de uma mudança acelerada com maior crescimento e capacidade, é isto que acontecerá. Quando vocês duvidam, a dúvida também é um pensamento e também cria a si mesmo. Quando ocorre a dúvi­da,o processo de expansão pára porque vocês estão negando a sutileza do que estão recebendo.


Vocês estão vivendo uma década que rotulamos de "a década inominável" os anos 90. Durante este período, todos os grandes eventos começarão a acontecer na Terra. Muitos destes eventos já estão ocorrendo, mas foram seqüestrados e confinados pelas autoridades oficiais. O funcionalismo oficial cresceu muito e não cabe mais dentro de seus limites porque estes limites não mais comportam a evolução da realidade.


Aqueles entre vocês que são antigos - que são os mes­tres a despertar - quando despertarem queremos que sejam capazes de enxergar através dos olhos da antiguidade e consi­gam acordar algo que já conhecem, algo de que se lembram, algo no fundo de vocês. Vão precisar acreditar, confiar em si mesmos. Precisam ser capazes de ver, de entender o que estão vendo, e de traduzir essa visão grandiosa para as outras pesso­as. Vocês atingirão a compreensão de uma vasta implosão da consciência que os levará a conhecer quem sempre foram.


Cabe a vocês unicamente soltar as amarras e permitir-­se seguir adiante. Já falamos sobre as vossas crenças e a impor­tância do pensamento. Enfatizamos muitas e muitas vezes que vocês são o resultado do pensamento, que o pensamento é e que esta é a essência da compreensão, da manipulação e do trabalho em vosso mundo. Quando começarem a retirar este processo do intelecto e a colocá-lo dentro dos vossos corpos, quando se comprometerem a viver a vida dessa forma, aí então os olhos da antiguidade começarão realmente a ver.


À medida que começarem a descobrir a história da vossa alma, a vossa identidade neste corpo particular - o "Eu"- pode parecer deveras insignificante. Vocês possuem uma essência magnífica, cuja expressão neste planeta data de tempos muito remotos, e há tantas coisas acontecendo atualmente que não conseguem perceber... Se a existência neste planeta fosse um livro de um metro de espessura, com o despertar da Nova Era vocês ainda estariam nas primeiras páginas. O livro inteiro será conhecido em muitas vidas.


Conforme forem computando todas essas informações, a história inundará as vossas consciências, e conseguirão ultra­passar as fronteiras do lugar onde achavam que a civilização se originou. À medida que forem desestruturando as vossas identidades, respeitem, acalentem e amem toda a variedade de identidades que constitui cada um de vocês, e não conside­rem nenhuma delas insignificante. Respeitem-nas todas, quer estejam colhendo morangos no campo, ou catando bitucas de cigarro na sargeta. Permitam ao aspecto do Ser que contém o fogo primordial expressar-se através de vocês. Podem conti­nuar sendo o "Eu", quando for apropriado sê-lo. Então, quan­do a imensidão da energia desejar utilizar o vosso veículo físico como parte do plano para afetar a realidade, o "Eu" não será aniquilado, mas incorporado: isto é ser multidimensional. Isto é ser capaz de mover-se.


Cada um de vocês sabe que está aqui numa seqüência de tempo razoavelmente profunda. O período sobre o qual já se escreveu muito, se sussurrou muito, e se falou muito está acontecendo. Trata-se da época em que a humanidade sofrerá uma mutação física à vista de todos e, literalmente, tornar-se-­á muito diferente do que era anteriormente. No que se trans­formarão os seres humanos? Muito simples: os seres humanos se transformarão em seres multidimensionais.


Esta é uma palavra grande que encerra um conceito grande. No entanto, trata-se de uma coisa que será tão fami­liar quanto calçar sapatos. Humanos multidimensionais são seres humanos que conscientemente existem em vários locais diferentes ao mesmo tempo. Os humanos estão passando por uma mutação, estão evoluindo e tornando-se seres com capa­cidade para saltar de uma estação para outra e compreender a grandeza de quem são - compreender que não acabam onde termina a sua pele. Os seres humanos não terminam onde ter­mina a sua aura ou o seu corpo etérico; eles existem em muitas realidades diversas.

 

(Continua na Aula 16 ...)

 

 

RESUMO:

É um privilégio participar do evento da vida. Se voltarem na história moderna, irão verificar que raramente as pessoas puderam ter vidas edificantes. É por isso que vocês precisam fazer brotar do vosso interior a elevação, e se con­vencer de que 'podem fazê-lo.


Vocês são especiais, pois a estrutura biogenética em que operam possui uma capacidade imensamente maior do que jamais sonharam. Na realidade, vocês são grandes criaturas, criadas à imagem e semelhança dos deuses. Mesmo dotados com um potencial incrível, foram controlados a ponto de ne­garem a existência deste potencial. A maioria das pessoas usa de 3 a 4% de sua capacidade. Os mais avançados chegam a usar de 12 a 15%. Como é que ficam as maiorias das pessoas? Onde estão os outros 80 ou 90%? O que fazem estes 90% da capacidade? Estes 90% estão despertando agora, e os olhos da antiguidade vão começar a se lembrar e a enxergar o que o Eu é capaz de ser.


No antigo Egito eram necessárias muitas vidas para que um sacerdote iniciado abrisse completamente seus olhos para outras realidades. Eles eram treinados para reencarnar em de­terminadas famílias e lembrar-se de quem eram. Mães e pais sabiam quem seriam seus filhos porque lhes era revelado em sonho. Sabiam quem viria para seus corpos antes mesmo da concepção. Os olhos estavam muito mais abertos naquela épo­ca e eles podiam enxergar várias realidades diferentes. Eram chamados os olhos de Hórus porque viam muitos mundos di­ferentes - o mundo da vigília, o mundo do sono, o mundo dos mortos, o mundo dos sonhos.


Vocês são renegados, por isso a vossa sociedade não está esperando que desenvol­vam os vossos dons, como no antigo Egito. Não há espaço para os vossos talentos dentro da sociedade oficial. Ainda não es­tão vivendo como deveriam. Enquanto isso, seguirão o ritmo que o corpo, a alma e a mente julgarem apropriado para o uso dos vossos talentos.


Conhecendo as vossas necessidades, a vossa constituição, o vosso projeto, poderão operar num ritmo que irá mantê-los intactos. Os hospícios es­tão cheios de pessoas que abriram os olhos da antiguidade e o que viram não fez sentido para elas, não conseguiram enten­der; não conseguiram encontrar a sua estação. Sem um local onde ligar suas tomadas, o delicado equilíbrio do sistema ner­voso é afetado.


Vocês estão desenvolvendo o vosso sistema nervoso muito depressa e há maneiras de perceber isso. De vez em quando, conseguem pegar as pulsações que os tiram da conhe­cida realidade física - saem da freqüência da identidade tri­dimensional. Então, são capazes de mudar para outra vibração e ver, sentir e perceber que algo fora do comum - extraordiná­rio - está ocorrendo. Normalmente neste ponto vem a negação de tudo, porque a mente lógica não consegue explicar o que está acontecendo, nem controlar a situação; então vocês ne­gam a experiência ou bloqueiam a memória.


O ideal seria acreditarem na intuição - se vocês acredi­tam no que sentem, mesmo que pela lógica não faça sentido, podem atuar confiantes. A impaciência é uma armadilha para muitas pessoas.


Quando quiserem uma aceleração na abertura dos vos­sos olhos da antiguidade, afirmem a vossa intenção. Pensem.


O pensamento cria. Se o vosso pensamento for o desejo de uma mudança acelerada com maior crescimento e capacidade, é isto que acontecerá. Quando vocês duvidam, a dúvida também é um pensamento e também cria a si mesmo. Quando ocorre a dúvi­da,o processo de expansão pára porque vocês estão negando a sutileza do que estão recebendo.


Aqueles entre vocês que são antigos - que são os mes­tres a despertar - quando despertarem queremos que sejam capazes de enxergar através dos olhos da antiguidade e consi­gam acordar algo que já conhecem, algo de que se lembram, algo no fundo de vocês. Vão precisar acreditar, confiar em si mesmos. Precisam ser capazes de ver, de entender o que estão vendo, e de traduzir essa visão grandiosa para as outras pesso­as. Vocês atingirão a compreensão de uma vasta implosão da consciência que os levará a conhecer quem sempre foram.


Cabe a vocês unicamente soltar as amarras e permitir-­se seguir adiante. Quando começarem a retirar este processo do intelecto e a colocá-lo dentro dos vossos corpos, quando se comprometerem a viver a vida dessa forma, aí então os olhos da antiguidade começarão realmente a ver.


À medida que começarem a descobrir a história da vossa alma, a vossa identidade neste corpo particular - o "Eu"- pode parecer deveras insignificante. Vocês possuem uma essência magnífica, cuja expressão neste planeta data de tempos muito remotos, e há tantas coisas acontecendo atualmente que não conseguem perceber...


À medida que forem desestruturando as vossas identidades, respeitem, acalentem e amem toda a variedade de identidades que constitui cada um de vocês, e não conside­rem nenhuma delas insignificante. Respeitem-nas todas, quer estejam colhendo morangos no campo, ou catando bitucas de cigarro na sargeta. Permitam ao aspecto do Ser que contém o fogo primordial expressar-se através de vocês. Podem conti­nuar sendo o "Eu", quando for apropriado sê-lo. Então, quan­do a imensidão da energia desejar utilizar o vosso veículo físico como parte do plano para afetar a realidade, o "Eu" não será aniquilado, mas incorporado: isto é ser multidimensional. Isto é ser capaz de mover-se.


O período sobre o qual já se escreveu muito, se sussurrou muito, e se falou muito está acontecendo. Trata-se da época em que a humanidade sofrerá uma mutação física à vista de todos e, literalmente, tornar-se-­á muito diferente do que era anteriormente. No que se trans­formarão os seres humanos? Muito simples: os seres humanos se transformarão em seres multidimensionais.


Humanos multidimensionais são seres humanos que conscientemente existem em vários locais diferentes ao mesmo tempo. Os humanos estão passando por uma mutação, estão evoluindo e tornando-se seres com capa­cidade para saltar de uma estação para outra e compreender a grandeza de quem são - compreender que não acabam onde termina a sua pele. Os seres humanos não terminam onde ter­mina a sua aura ou o seu corpo etérico; eles existem em muitas realidades diversas.

 


PERGUNTAS DESTINADAS A FACILITAR A COMPREENSÃO DO TEXTO E PROMOVER O DEBATE:

 

1 –  Em relação ao nosso potencial, qual o limite da capacidade que a maioria das pessoas consegue utilizar hoje ?

2 – O que eram os chamados olhos de Hórus ?

3 – Há espaço para o desenvolvimento de nossos talentos dentro da sociedade atual ?

4 – Qual o risco de operarmos num ritmo para o qual não estamos devidamente preparados ?

5 – Quais os sintomas que nos mostram o processo de desenvolvimento de nosso sistema nervoso ?

6 – Qual a reação de nossa mente lógica nestas situações e qual seria o caminho ideal ?

7 – Como podemos proceder para acelerar o processo ?

8 – O que é ser multidimensional ?

9 – Neste processo o ser humano tornar-se-­á muito diferente do que era anteriormente, no que se trans­formará o ser humano?

10 – Os seres humanos terminam onde termina a sua pele ?

Categorías: Grupo de Estudos Mensageiros do Amanhecer

Publicar un comentario

Uy!

Uy, se olvidó de algo.

Uy!

Las palabras que ha ingresado no coinciden con el texto dado. Por favor, inténtelo de nuevo.

0 comentarios